Jornal Agosto 2013_Novo.indd

Comentarios

Transcripción

Jornal Agosto 2013_Novo.indd
Filiado à
Diretora responsável : Eunice Cabral
Ed. 14
Agosto 2013
IndustriALL Union Global e Conaccovest/Brasil
na luta contra o trabalho análogo a escravidão
O primeiro trimestre do ano foi marcado por
um importante encontro entre IndustriALL,
Conaccovest e a empresa Zara – Grupo INDITEX.
Nos encontros foram discutidas estratégias para
conter o trabalho crescente da terceirização,
prática muito utilizada por diversas empresas
de confecção.
Em 2012 foram vários flagrantes onde pequenas
oficinas de costura apresentavam condições lastimáveis e um total desrespeito ao trabalhador.
Diante disso a empresa Zara, do grupo Internacional Inditex assinou um termo de conduta-TAC,
onde se comprometeu a acompanhar de perto
toda sua linha de produção garantindo assim o
respeito às leis trabalhistas de nosso país.
Entre os dias 27 e 28 de fevereiro e 1º de março,
uma comitiva formada por Integrantes da Delegação
Sindical Internacional, entre eles: Isidor Boix (Coordenador do Acordo Marco Inditex/IndustriALL), Tâmara
(Resp. Setor Social IndustriALL), Mônica Kemperle
(Resp. Mundial do Setor Têxtil IndustriALL), Felix e
Valesca (Inditex/Zara), Elias Soares (Rep. Do escritório Latino Americano da IndustriALL), Eunice Cabral
(Presidente da CONACCOVEST/Brasil), Susicleia Assis
(Rep. do Sind das Costureiras de São Paulo), Miriam
Modesto (Jornalista Conaccovest), visitou diversas
empresas nas cidades de Sorocaba, Itapetininga e
capital. Todas contratadas pelo grupo Inditex.
O objetivo das visitas foi conhecer de perto a real
IndustriALL Union Global and Conaccovest /
Brazil fight against analogous labor to slavery
The last week of February was marked by an important meeting between IndustriALL, Conaccovest and company Zara - INDITEX group.
In the meetings were discussed strategies
to contain the growing labor outsourcing, a
practice widely used by various companies
manufacture.
In 2012 there were several glaring where
small sewing workshops presented deplorable conditions and a total disregard for
the worker.
Therefore the company Zara, Inditex international group signed a conduct-TAC, which
has pledged to closely monitor your entire
production line ensuring compliance with
labor laws of our country.
Between 27/28 February and March 1st,
a committee formed by members of the
International Trade Union Delegation, including: Isidor Boix (IndustriALL), Date (IndustriALL), Monica Kemperle (IndustriALL),
Felix and Valesca (Inditex / Zara), Elias Soares
(IndustriALL), Eunice Cabral (President of
CONACCOVEST / Brazil), Susicleia Assis
(Sindocato das Costureiras de São Paulo),
Miriam Modesto (Conaccovest), visited
several businesses in the cities of Sorocaba,
Itapetininga and capital. All contracted by
the Inditex group.
The purpose of the visits was to close the
real relationship with these companies Zara,
interviewing companions and in order to
know the needs of the sector.
Soon after the visit, a meeting with the union
leaders of the Sindocato das Costureiras
de São Paulo e Osasco was extremely important to both the IndustriALL (worldwide
representative of trade unions), to know
the reality and needs of the sector at the
São Paulo.
This circuit visits left several lines of work
that will serve as an example for other
large companies that make the practice
of outsourcing services an instrument of
disrespect and noncompliance of which
determines the law.
relação destas empresas com a Zara, entrevistar
os (as) companheiros (as) e saber as carências
do setor.
Logo depois das visitas, um encontro com os
dirigentes sindicais do Sindicato das Costureiras
de São Paulo e Osasco foi extremamente importante para que tanto a IndustriALL(representante
mundial dos sindicatos), conhecesse de perto a
realidade e as necessidades do setor na base de
São Paulo.
Deste circuito de visitas saíram diversas diretrizes
de trabalho que servirão de exemplo para outras
grandes empresas que fazem da prática da terceirização de serviços um instrumento de desrespeito
e descumprimento do que determina a lei.
IndustriALL Union Global y Conaccovest/Brasil en
la lucha contra el trabajo análogo a la esclavitud
La última semana de febrero se caracterizó por
una importante reunión entre IndustriALL, Conaccovest y la empresa Zara - Grupo INDITEX.
En las reuniones se discutieron las estrategias
para contener la creciente externalización del
trabajo, una práctica ampliamente utilizada por
varias empresas de fabricación.
En 2012 hubo varios mirando en talleres de
costura pequeños presentan condiciones deplorables y un total desprecio por el trabajador.
Por lo tanto, la empresa Zara, del grupo internacional Inditex firmó un acuerdo -TAC, que se
ha comprometido a seguir de cerca toda la línea
de producción para asegurar el cumplimiento
de las leyes laborales de nuestro país.
Entre 27/28 de febrero y 1 de marzo, un comité
formado por miembros de la delegación sindical
internacional, entre ellos: Isidor Boix (Coordinador del Acuerdo Marco Inditex/IndustriALL),
Tâmara (Resp. Sector Social IndustriALL), Mônica Kemperle (Resp. Mundial del Sector Textil
IndustriALL), Felix y Valesca (Inditex / Zara), Elias
Soares (Rep. Del Escritorio Latino Americano
IndustriALL), Eunice Cabral (Presidente del CONACCOVEST / Brasil), Susicleia Assis (Rep. del
Sindicato das Costureiras de São Paulo), Miriam
Modesto (Periodista del Conaccovest), visitó
varias empresas en las ciudades de Sorocaba,
Itapetininga y capital. Todos contratados por el
grupo Inditex.
El objetivo de las visitas fue a cerrar la verdadera
relación con estas empresas con la Zara, entrevistar los compañeros y conocer las necesidades
del sector.
Este circuito de varias visitas de directrices deve
ser ejemplo a otras grandes empresas que
practican la externalización de servicios en un
instrumento de la falta de respeto y la falta de
cumplimiento de lo que determina la ley de
trabajo.
Poco después de la visita, una reunión con
los dirigentes de Sindicato das Costureiras de
São Paulo e Osasco fue muy importante para
la IndustriALL (representante mundial de los
sindicatos), conocer de cerca la realidad y las
necesidades del sector en São Paulo .
2
A escravidão ainda nos assombra
Embora abolida oficialmente, a escravidão no Brasil ainda resiste
de forma clandestina (e, às vezes, nem tão clandestina assim).
Exposta assim, em palavras, a situação em que viviam esses
milhares de seres humanos não parece tão cruel. É preciso que
se conheça de perto esta desgraça para que se tenha noção do
quanto ela é chocante: o cidadão, na busca por um emprego que
lhe permita se alimentar e aos seus filhos ou pais, aceita um trabalho duro e com alta carga horária. Assim, ele já começa o dia
“devendo” ao patrão e não consegue deixar o trabalho porque
não tem jamais condições de pagar a “dívida”, que só aumenta.
Fugir? Impossível!
A escravidão é um crime contra a humanidade. O artigo 1o da
convenção assinada em Genebra ainda em 1926 define a escravidão como “o estado ou a condição de um indivíduo sobre o
qual se exercem os atributos do direito a propriedade ou alguns
deles”. Já segundo a “convenção suplementar relativa à abolição da escravidão”, adotada também em Genebra, só que em
1956, estão inclusas entre as instituições e práticas análogas
à escravidão: a servidão por motivos de dívida, o cativeiro, o
casamento forçado (mediante pagamento aos pais, ao tutor
ou qualquer pessoa ou grupo), assim como o trabalho forçado de crianças e de adolescentes.
É possível que as pessoas de bem não se dêem conta hoje do
quanto este crime é doloroso para suas vítimas porque os livros de história, por meio dos quais elas estudaram e estudam, costumam representar a escravidão de negros, no passado, como algo indolor.
Como é que conseguimos conviver com ela ao mesmo tempo
em que afirmamos que temos vergonha do fato de o Brasil ter
sido um país cujo Estado praticou a escravidão e o tráfico internacional de escravos? Bons sentimentos e intenções não bastam.
É preciso mobilização!
Ao longo dos anos nossa entidade vivencia com freqüência a
dura realidade da questão do Trabalho Análogo a Escravo e a falta de condições adequadas no ambiente de trabalho que garanta
ao (a) trabalhador (a) melhoria em sua saúde e produtividade.
Locais degradantes, condições de subsistência insalubres, desrespeito humano e subtração da dignidade contrastam com o empenho da Conaccovest diante do trabalho desenvolvido.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do
setor Têxtil, Vestuário, Couro e Calçados – CONACCOVEST
tem entre suas bandeiras de luta questões que envolvam a vida
The slavery still haunts us
Although officially abolished, slavery in Brazil
still resists covertly.
The situation in which these thousands of
human beings lived doesn’t seem so cruel. It
is necessary to know closely this disaster in
order to have the shocking concept as it is:
a man, in search for a job that allows him to
feed his family, accepts hard work and high
workload. So he starts the day owing and the
boss and cannot leave the work because he
can’t afford the “debt”, which only increases.
Escape? Impossible!
Slavery is a crime against humanity. The 1st
article of the Convention signed in Geneva
in 1926 still defines slavery as “the status or
condition of a person upon which exercise the
attributes of the right to property or some of
them.” Since according to the “supplementary
convention on the abolition of slavery”, also
adopted in Geneva, only in 1956, are included
among the institutions and practices similar
to slavery: servitude for reasons of debt bondage, forced marriage (fee parents, guardian or
any person or group), as well as forced labor
of children and adolescents.
It is possible that good people are not aware
of this painful crime, they’re the victims and
don’t know it itbecause the history books, often represent slavery of blacks in the past as
something painless.
How do we live with it while we affirm that
we are ashamed of the fact that Brazil was a
country whose state practiced slavery? Feelings and good intentions are not enough.
Over the years our organization often experiences the harsh reality of the issue of the Analog Slave Labor and the lack of appropriate
conditions in the workplace to ensure that the
worker has improvement in their health and
productivity.
Degrading workplace, unhealthy living conditions and disrespect of the human dignity
contrast with the commitment of Conaccovest.
The CONACCOVEST has among its battle issues involving workers’ lives as a whole.
Since Brazil is a continental country that faces
serious problems in unprotected borders and
inspection that doesn’t meet the real needs
that guarantee the entry into the country legally.
The profile of the Argentine and Bolivian migrants is almost always the same; poor families who face the difficulties facing the challenge of trying new life in Brazil in the illusion
of finding better living conditions. Commonly live in homes that blend sewing machines,
beds, poor electrical facilities, poor hygiene,
and basic deprivation including poor diet.
Breastfeeding their babies while working on
the machines is a scenario commonly found
in this situation.
Today there are more than 100,000 migrants
living this harsh reality in the city of São Paulo.
Our fight is for law enforcement in all segments, including the labor that guarantee
equal rights and duties of all workers, whether
or not Brazilian.
Eunice Cabral
Presidente da Conaccovest/Brasil
Presidente do Sindicato das Costureiras de
São Paulo e Osasco
Vice-Presidente da Força Sindical
do trabalhador como um todo.
Sendo o Brasil um país de dimensões continentais enfrenta sérios problemas em fronteiras sem proteção e fiscalização que não
atende as reais ne cessidades que garantam entrada em território
nacional de forma legal.
O perfil do migrante argentino e boliviano é quase sempre o
mesmo; famílias pobres que diante das dificuldades enfrentam o
desafio de tentar nova vida no Brasil na ilusão de encontrar melhores condições de sobrevivência. Comumente vivem em casas
que mesclam máquinas de costura, camas, instalações elétricas
precárias, falta de higiene, privações básicas inclusive com alimentação deficiente.
Adultos e crianças se misturam em meio a tecidos o que muitas
vezes gera sérios acidentes.
Mães amamentando seus bebês enquanto trabalham nas máquinas é um cenário comumente encontrado nesta situação.
Ambientes fechados e sem ventilação são propícios ao surgimento de problemas respiratórios e que muitas vezes chega a ser
confundido com tuberculose. Na realidade trata-se da Bissinose
doença causada pela química e o pó dos tecidos durante o manuseio e confecção.
O medo causado pela ilegalidade os condiciona prisioneiros,
na maioria das vezes, a análoga escravidão pelos próprios
compatriotas.
É comum a mudança de endereço constante com o objetivo de
evitar o flagrante.
Quando isto acontece calam-se e ocultam a dura realidade por
medo de represálias.
Hoje são mais de 100 mil migrantes que vivem esta dura realidade na cidade de São Paulo.
Nossa Confederação age conforme lhe é permitido no Brasil;
detecta todos os dias, inúmeros destes casos e segue o que a lei
brasileira determina via Ministério do Trabalho, Ministério Público, e a ação efetiva da policia.
Nossa luta é pelo cumprimento da lei em todos os segmentos, inclusive o trabalhista que garantem direitos e deveres igualitários
a todo trabalhador, seja brasileiro ou não.
Eunice Cabral
Presidente da Conaccovest/Brasil
Presidente do Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco
Vice-Presidente da Força Sindical
La esclavitud todavía nos persigue
Aunque oficialmente abolida, la esclavitud
en Brasil todavía se resiste secreto.
La situación en que vivían estos millares de
seres humanos no parece tan cruel. Es necesario conocer de cerca este desastre con el
fin de tener el concepto, que es impactante:
el ciudadano, en la busca de un trabajo que
permita alimentarse y alimentar a sus hijos
o padres, acepta el trabajo duro y la alta carga de trabajo.
La esclavitud es un crime contra la humanidad. El artículo 1 de la Convención firmada en Ginebra en 1926 todavía define la
esclavitud como “el estado o condición de
un individuo sobre el cual ejercer los atributos del derecho de propiedad o algunos
de ellos.” Dado que, según la “Convención
suplementaria sobre la abolición de la esclavitud”, también se adoptó en Ginebra, sólo
en 1956, se incluyen entre las instituciones
y prácticas análogas a la esclavitud: la servidumbre por razones de servidumbre por
deudas, el matrimonio, así como el trabajo
forzado de los niños, niñas y adolescentes.
La CONACCOVEST tiene entre sus temas
normas de combate que involucran la vida
de los trabajadores en su conjunto.
Dado que Brasil es un país continental que
enfrenta serios problemas en las fronteras
desprotegidas que no cumplen con las necesidades reales que garanticen la entrada
en el país legalmente.
El perfil de los inmigrantes argentinos y bolivianos es casi siempre la misma, las familias pobres que enfrentan a las dificultades
intentan una nueva vida en Brasil, en la ilu-
sión de encontrar mejores condiciones de
vida. Generalmente viven en casas con máquinas de coser, camas, instalaciones eléctricas deficientes, falta de higiene, privación
básica, incluyendo la mala alimentación.
Adultos y niños se mezclan en medio de los
tejidos, que a menudo genera graves accidentes.
La lactancia materna a sus bebés mientras
se trabaja en las máquinas es un escenario
que se encuentra comúnmente en esta situación.
Interior sin ventilación es propicio para la
aparición de problemas respiratorios y que
a menudo llega a ser confundido con la
tuberculosis. En realidad se trata de la enfermedad causada por los tejidos Bissimose
que liberan químicos durante la manipulación y preparación.
El temor causado por las condiciones ilegales de prisión es la esclavitud análoga por
sus propios compatriotas.
Hoy en día hay más de 100.000 inmigrantes
que viven esta dura realidad en la ciudad de
São Paulo.
Nuestra lucha es por la aplicación de la
ley en todos los segmentos, incluyendo la
mano de obra que garantiza la igualdad de
derechos y deberes de todos los trabajadores, incluso de Brasil.
Eunice Cabral
Presidente de Conaccovest / Brasil
La presidenta del Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco
Vice-Presidente del Força Sindical
Agosto/2013
3
Caso Zara: Conaccovest apresenta
soluções e investe na formação
Auditores da SGS e Intertek participaram de um
Workshop específico, promovido pelo Sindicato das
Costureiras de São Paulo e Osasco, entre os dias
05 e 06 de junho/13, na sede da entidade no Bom
Retiro/SP sob a coordenação da CONACCOVEST,
sobre temas que envolvem importantes questões
de nosso setor.
Estas empresas são contratadas do grupo Inditex/
Zara para fiscalizar os seus prestadores de serviço
mais conhecidos como “terceirizados” como forma
de combater irregularidades e contravenções legais.
Esta ação é resultado de diversas reuniões entre
CONACCOVEST, Zara, e IndustriALL e que tem como
objetivo maior acompanhar de perto estas fiscalizações e o combate a erradicação de crimes que vão
desde a análoga escravidão até o descumprimento
das leis trabalhistas.
O objetivo deste simpósio foi abordar temas que representam grande importância para nossos trabalhadores.
A abertura do encontro (05/06) contou com a presença da presidente de nossa Confederação, Eunice
Cabral que destacou a importância da realização
de um trabalho tripartite onde trabalhadores, indústria e poder público estejam juntos na procura
por soluções e crescimento do setor.
Diretores do sindicato das Costureiras, entre eles,
Moacir Tenório, José Antonio Simão Rodrigues, José
Ronaldo Menezes, o Secretário Geral da Entidade,
Elias Ferreira e a Gerente de Sustentabilidade da
Zara, Valesca Gagliardi, também marcaram presença.
O tema Ergonomia ficou a cargo da Coordenadora
Nacional de Saúde e Segurança e Meio Ambiente
no Trabalho da Conaccovest e também presidente do Sindicato dos Sapateiros de Birigui, Milene
Rodrigues, que apresentou um estudo completo
sobre o assunto, os avanços alcançados na ergonomia, Projetos da Fundacentro e também fez um
panorama da legalidade.
Jonas dos Santos Arcanjo, assessor de base do
Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco
apresentou aos auditores o tema “Acordo de Compensação de Horas” e a importância do cumprimento deste tema que explana os direitos e deveres
e a importância da fiscalização do acordo coletivo.
ZARA’S CASE: CONACCOVEST presentes
solutions and invest in training
SGS and Intertek auditors participated in a specific
Workshop, sponsored by the Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco, between 05th and
06th junho/13 at the organization’s headquarters in
Bom Retiro / SP under the coordination of CONACCOVEST on issues involving important issues of our
industry.
These companies are contracted by the group
Inditex/Zara to monitor their service providers
better known as “outsourced” as a way to combat
irregularities and contraventions legal.
This action is the result of several meetings between
CONACCOVEST, Zara, and IndustriALL and has as
main objective to closely monitor these checks and
combating the eradication of crimes ranging from
slavery analogous to the breach of labor laws.
The objective of this symposium was to address
issues that pose great importance to our employees.
The opening of the meeting (05/06) was attended
by the President of our Confederation, Eunice Cabral
who stressed the importance of holding a tripartite
working where employees, industry and government are together in the search for solutions and
industry growth.
The union directors of the Sindicato das Costureiras:
Moacir Tenório, José Antonio Simão Rodrigues, José
Ronaldo Menezes, General Secretary of the Organization, Elias Ferreira and Sustainability Manager of
Zara, Valesca Gagliardi, were also present.
The ergonomy theme was the responsibility of the
National Coordinator for Health Security and Envi-
ronment at Work Conaccovest and also president
of the Sindicato dos Sapateiros de Birigui, Milene
Rodrigues, who presented a comprehensive study
on the subject, the advances in ergonomics, Projects
from Fundacentro and also made an overview of
legality.
Jonas dos Santos Arcanjo, from the Sindicato das
Costureiras de São Paulo e Osasco presented to
the auditors the theme “Settlement Hours” and
the importance of compliance with this topic that
explains the rights and duties of supervision and the
importance of the collective agreement.
Dr. Paulo Franco - Labour Lawyer from the Sindicato
das Costureiras presented the theme FGTS. He is
currently one of the main reasons for complaints
of workers - the nonpayment of the Fund by the
companies.
On completion of the works the subject Unionization
was in charge of Edison Luiz da Silva from the Força
Sindical , who presented the importance of preserving the right of union representatives to maintain ties
with companies in a democratic and free.
At the end of the theoretical work, a technical visit to
two companies aimed to point out the practical importance of a new perspective on the topics covered.
At the end of the event,(06/06), the president of
FUNDACENTRO, Dra. Maria Amelia Souza Reis,
was present at the time and went to the “Espaço
Ti-Ti-Ti”. The ergonomist, Ricardo Serrano presented
participants with the innovations and adjustments
made in ergonomically sewing equipment.
Dr. Paulo Franco – advogado Trabalhista do Sindicato das Costureiras apresentou o tema FGTS.
Atualmente é um dos principais motivos de reclamação dos trabalhadores – o não recolhimento do
Fundo pelas empresas.
Na finalização dos trabalhos o tema Sindicalização
ficou a cargo do Assessor no Programa de Formação Sindical, Edison Luiz da Silva que apresentou
a importância da preservação do direito de representantes sindicais manterem o vínculo com as
empresas de forma democrática e livre.
Ao final dos trabalhos teóricos, uma visita técnica
a duas empresas teve como objetivo apontar na
prática a importância de um novo olhar sobre os
temas abordados.
No encerramento do evento, (06/06) a Presidente
da FUNDACENTRO, Drª Maria Amélia Souza Reis,
esteve presente e na ocasião conheceu de perto o
“Espaço Ti-Ti-Ti”. O ergonomista, Ricardo Serrano
apresentou aos participantes as inovações e adequações feitas ergonomicamente nos equipamentos de costura.
CASO ZARA: CONACCOVEST presenta
soluciones y invierte en la formación
Los auditores del SGS e Intertek participaron
en un workshop, patrocinado por el Sindicato
das Costureiras de São Paulo e Osasco, entre 5
y 6 junho/13 en la sede de la organización con
la coordinación de CONACCOVEST.
Estas empresas son contratadas do grupo Inditex / Zara para monitorear sus provedores de
servicios más conocidos como “externalizado”,
como una manera de luchar contra las irregularidades y contravenciones legales.
Esta acción es el resultado de varias reuniones
entre la CONACCOVEST, Zara y IndustriALL y
tiene como principal objetivo seguir de cerca
estos controles y la lucha contra la erradicación de los delitos que van desde la esclavitud
análoga a la violación de las leyes laborales.
El objetivo de este simposio era abordar las
cuestiones que suponen una gran importancia
para nuestros empleados.
La apertura de la reunión contó con la presencia de la Presidenta de nuestra Confederación,
Eunice Cabral, quien destacó la importancia de la
celebración de un trabajo tripartito donde los empleados, la industria y el gobierno están juntos en la
busca de soluciones y el crecimiento de la industria.
Directores del Sindicato das Costureiras, entre
ellos, Moacir Tenório, José Antonio Simão Rodrigues, José Ronaldo Menezes, el Secretario
General de la Organización, Elias Ferreira y la
Gerente de Sustentabilidad de Zara, Valesca
Gagliardi, también estuvieron presentes.
El tema Ergonomía estuvo a cargo de Milene
Rodrigues, quien presentó un estudio integral
sobre la materia, los avances en ergonomía y
Proyectos de la Fundacentro.
Jonas dos Santos Arcanjo, asesor de base
del Sindicato das Costureiras de São Paulo e
Osasco, presentó a los auditores el tema “Horas
de liquidación” y la importancia del cumplimiento de este tema que explica los derechos
y deberes de supervisión y la importancia de
la convención colectiva.
Dr. Paulo Franco abogado del Sindicato das
Costureiras presentó el tema de FGTS que en
actualidad es uno de los principales motivos
de las quejas de los trabajadores.
Al término el tema de la sindicalización estuvo
a cargo del Asesor del Programa de Formação
Sindical, Edison Luiz da Silva que presentó la
importancia de preservar el derecho de los
representantes de los sindicatos y de mantener vínculos con empresas en una sociedad
democrática y libre.
Al final de la obra teórica, visitaran dos empresas para mostrar la importancia práctica de un
nuevo punto de vista sobre los temas tratados.
Al cierre del evento, (06/06) la presidenta del
FUNDACENTRO, Dra. Maria Amélia Souza Reis,
estuvo presente y visitou el “Espaço Ti-Ti-Ti”.
El ergonomista, Ricardo Serrano presentó a
los participantes las innovaciones y ajustes
ergonomicos en el quipo de costura.
4
Unificação inédita de pisos e data-base
de 1º de Junho no interior de São Paulo
Reunião com o Sindicato Patronal realizada
no último dia 18 de julho resultou no fechamento da Convenção Coletiva de trabalho
dos sindicatos do interior de São Paulo
filiados a Fetincccovest e a Conaccovest.
De forma inédita a nossa Confederação assinou
acordo com o Sindicato Patronal que beneficia
os cincos filiados a Fetincccovest, unificando
pisos e a data base (1ºjunho), são eles:
Vestuário de Limeira; Vestuário de Campinas;
Vestuário de Capivari; Vestuário de Indaiatuba;
Confecções de Fartura e Região.
O reajuste para estes filiados foi de 8%.
A presidente da Conaccovest, Eunice Cabral
assinou o acordo e afirma que: “Este é um
marco histórico em nosso setor; Queremos
ampliar esta medida para todo o país”.
De acordo com o presidente da
Fetincccovest, Reginaldo de Souza
Arantes, esta conquista representa
muito para o setor no interior de São
Paulo. “Esta unificação nos for talece
e garante mais espaço para novas
reivindicações”, afirmou.
Confira como ficaram os pisos:
• Qualificado: R$ 906,00
• Não Qualificado: R$ 808,00
Também foram conquistados outros benefícios como:
• Cesta Básica de 25 Kg no Sistema do PAT.
• Cláusula que trata da ergonomia
Estes avanços demonstram o trabalho e a preocupação da Conaccovest com questões que
envolvam a saúde, bem estar e a qualidade de
vida do (a) trabalhador(a), entre outras.
Essas ações fazem parte da campanha Nacional promovida pelo Conaccovest que busca a
valorização salarial dos(as) trabalhadores(as).
UNIFICATION OF WAGES A
CONACCOVEST’S CONQUEST
The meeting with the Sindicato
Patronal held last July 18 resulted
in the closure of the collective
convention of labor unions
from São Paulo affiliated with
Fetincccovest and Conaccovest.
In an unprecedented way our
Confederation signed an agreement with the Sindicato Patronal
that benefits five affiliated to
Fetincccovest, unifying floors
and the base date (June 1st),
they are:
Vestuário de Limeira; Vestuário
de Campinas; Vestuário de Capivari; Vestuário de Indaiatuba;
Confecções de Fartura e Região.
The adjustment for these members was 8%.
The president of our Confederation - Conaccovest, Eunice
Cabral signed the agreement
and says: “This is a milestone
in our industry, We extend this
measure for the whole country.”
According to the president
of Fetincccovest, Reginaldo
de Souza Arantes, this victory
means a lot to the industry in
São Paulo. “This unification
strengths us and ensures more
space for new claims,” he said.
Check out the new wages:
• Qualified R$ 906,00
• Unqualified R$ 808.00
Other benefits were also conquered, such as:
• Food Basket of 25 Kg in the
PAT system.
• Clause that comes to ergonomics
These advances demonstrate
the work and worry of Conaccovest issues involving the
health, well-being and quality of
the worker’s life, among others.
CONACCOVEST-BRASIL
PELA VALORIZAÇÃO
SALARIAL DOS (AS)
TRABALHADORES (AS)
BA I XO S
SALÁRIOS
APAGÃO DE
MÃO DE OBRA
SOBRECARGA DE TRABALHO
DOENÇAS PROFISSIONAIS
CAMPANHA
NACIONAL
CONCORRÊNCIA DESLEAL
DOS IMPORTADOS
DESINDUSTRIALIZAÇÃO
POUCO INVESTIMENTO EM
QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
UNIFICACIÓN DE PISOS UMA
CONQUISTA DEL CONACCOVEST
Reunión con el Sindicato Patronal, celebrada el pasado 18 de
julio resultó en el cierramento
de las centrales sindicales colectivas en el interior de São
Paulo afiliados a Fetincccovest
y Conaccovest.
Nuestra Confederación firmó
un acuerdo con el Sindicato
Patronal que beneficia los cinco
afiliados a Fetincccovest:
Vestuário de Limeira; Vestuário
de Campinas; Vestuário de Capivari; Vestuário de Indaiatuba;
Confecções de Fartura e Região.
El reajuste fue de 8%.
La presidenta de nuestra Confederación - Conaccovest, Eunice
Cabral firmó el acuerdo y dice:
“Este es un marco en nuestra
industria, vamos extender esta
medida para todo el país.”
Según el presidente de Fe-
tincccovest, Reginaldo Souza
Arantes, esta victoria es muy
importante para la industria de
São Paulo. “Esta unificación nos
refuerza y asegura más espacio
para las nuevas solicitudes”,
dijo.
Echa un vistazo a cómo estavam los pisos:
• Calificado R $ 906,00
• No Calificado R $ 808,00
También se han conquistado
otros beneficios tales como:
• Canasta Alimentaria de 25 Kg
en el sistema PAT.
• Cláusula que trata de la ergonomía
Los resultados demuestran el
trabajo y se preocupación del
Conaccovest com cuestiones
que comprometan la salud, el
bienestar y la calidad de vida
del trabajador.
Agosto/2013
5
Projeto de ergonomia beneficia
mais de 310 mil trabalhadores
Reunião de planejando da expansão Nacional do Projeto CONACCOVEST &
FUNDACENTRO para o ano de 2013. (Presidente da FUNDACENTRO Drª Maria Amélia
de Souza Reis, Eunice Cabral - Presidente da CONACOVEST, Coordenadora Nacional
da secretaria de Saúde, segurança e meio ambiente no trabalho Milene Rodrigues,
Coordenador Nacional da CONACCOVEST - José Antônio Simão Rodrigues,
Ricardo Serrano - Ergonomista da Fundacentro e Dr. Jorge Teixeira - Chefe da
FUNDACENTRO/Rio
Para melhorar as condições dos postos
de trabalho dentro das indústrias a CONACCOVEST foi buscar conhecimento e
parceria sobre ergonomia no Ministério
do Trabalho e Emprego - FUNDACENTRO.
Ergonomia é a ciência do conforto que
busca adaptar o posto de trabalho às
necessidades do (a) trabalhador (a) e
não o contrário como muitas vezes
presenciamos. Má postura falta de
equipamento adequado que acaba
provocando o desenvolvimento de
doenças relacionadas ao trabalho. A
famosa L.E.R.
(Lesão por Esforços Repetitivos) e distúrbios
musculo-esqueléticos (dores nos membros
superiores, na coluna, pernas, etc).
Foi com este conhecimento adquirido
que lutamos e conseguimos mudar as
cadeiras das pespontadeiras e das auxiliares por cadeiras estofadas e com
regulagem de altura suprindo inclusive
uma falha das normas.
Este trabalho inic ado em Birigui com
Ergonomy Project
To improve conditions of employment within industries CONACCOVEST was seeking knowledge
about ergonomics and partnership with the FUNDACENTRO.
Ergonomy is the science of comfort that seeks to adapt the
workplace to the needs of the
employees and not vice versa as
is often witnessed. Poor posture
lack of adequate equipment
ends up causing the development of work-related diseases.
The famous R.S.I.
(Repetitive Strain Injury) and
musculoskeletal disorders (pain
in the upper limbs, spine, legs,
etc.).
It was with this acquired knowledge to fight and managed to
Um projeto sério que ouve o trabalhador (a) no posto de trabalho
e leva em consideração todas as suas queixas e ponderações
change the chairs of machines
and auxiliary for upholstered
chairs with height adjustment
and even supplying a failure of
standards.
This work started in Birigüi with
companion Milene Rodrigues,
from the Sindicato dos Sapateiros, boosted CONACCOVEST
expanding ergonomic improvement throughout Brazil.
The states of Paraná, Espírito
Santo, Pernambuco, Goiás and
others are adopting new measures.
Today we are such nationally and
internationally. Many things can
be improved and will continue
to seek these benefits for employees.
a companheira Milene Rodrigues, do
Sindicato dos Sapateiros, impulsionou
a CONACCOVEST a expandir a melhoria
ergonômica para todo o Brasil.
Os estados do Paraná, Espírito Santo,
Pernambuco, Goiás e outros vêm adotando as novas medidas.
Hoje somos exemplo nacional e internacional. Muitas coisas podem ser
melhoradas e continuaremos em busca
destes benefícios para os (as) trabalhadores (as).
Proyecto Ergonomico
Para mejorar las condiciones de
empleo en las industrias el CONACCOVEST buscaba el conocimiento acerca de la ergonomía y
la colaboración con el Ministerio
de Trabajo y Empleo - FUNDACENTRO.
La ergonomía es la ciencia de la
comodidad que busca adaptar
el lugar de trabajo a las necesidades del empleado y no al
revés como suele presenciado.
Los trabajadores carecen de la
postura de los equipos adecuados resultando en enfermedades
relacionadas con el trabajo. El
famoso L.E.R.
(Lesiones por esfuerzo repetitivo)
y los trastornos musculoesqueléticos (dolor en las extremidades
superiores, la columna vertebral,
piernas, etc.)
Fue con este conocimiento adquirido para luchar y logró cambiar las sillas de pespontadeiras y
auxiliares para las sillas tapizadas
con ajuste de altura.
Este trabajo se inició en Birigüi
con la compañera Milene Rodrigues, del Sindicato dos Sapateiros, impulsionando la CONACCOVEST a expandir la mejora
ergonómica en todo Brasil.
Los estados de Paraná, Espírito
Santo, Goiás, Pernambuco y
otros están adoptando nuevas
medidas.
Hoy en día somos modelo nacional e internacional. Hay muchas
cosas que se pueden mejorar y
continuaremos en busca de los
beneficios los trabajadores.
6
Conaccovest comemora o Dia Internacional da Mulher
A tradicional comemoração do
mês da mulher do Sindicato
das Costureiras de São Paulo e
Osasco também foi palco de homenagens às companheiras inte-
grantes de nossa Confederação.
Na ocasião, a Conaccovest destacou o trabalho de diversas
mulheres que têm, a cada dia,
ampliado a base de trabalho em
CONACCOVEST CELEBRATES THE
INTERNATIONAL WOMEN’S DAY
The traditional celebration of the woman’s
month of the Sindicato
das Costureiras de São
Paulo e Osasco, also
staged tributes to fellow
members of our Con-
federation.
On occasion, the Conaccovest highlighted the
work of several women
in Brazil.
Among the honorees
the highlights goes to:
todo o Brasil e demonstrado a
capacidade e a dedicação de
tantas mulheres.
Entre as homenageadas o destaque para:
CONACCOVEST CELEBRA EL DIA
INTERNACIONALDE LA MUJER
La tradicional celebración del mes de la Mujer en lo Sindicato das
Costureiras de São Paulo
e Osasco también fué
palco de homenajes a
los demás miembros de
1
2
3
4
5
6
7
8
9
nuestra Confederación.
En la ocasión, la Conaccovest destacó la representación del trabajo de
las mujeres en Brasil.
Entre las homenajeadas
se destacaron:
1. Milene Rodrigues - Pres. do Sind. dos Sapateiros de Birigui e Coordenadora Nacional da Secretaria da Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Conaccovest.
2. Ruth Coelho Monteiro - Pres. Sind. Vestuário da Baixada Santista, Secretaria de Emprego e Desenvolvimento
da Conaccovest e Secretária de Cidadania e Direitos Humanos da Força Sindical.
3. Francisca Trajano dos Santos - Presidente da Confederação dos Trabalhadores do Vestuário – CNTV e Tesoureira Geral
da Conaccovest, Secretaria de Finanças do Sindicato dos Profissionais em Confecção do ABC/SP.
4. Janete Fussi - Presidente do Sindicato dos Têxteis de Campinas/SP.
5. Leci Brandão - Cantora e Deputada Estadual do PCdoB/SP.
6. Maria Helena da Silva - Tesoureira do Sindicato dos Têxteis de São Paulo.
7. Regina Cássia Guimarães - Pres. do Sind. do Vestuário de Curitiba/PR.
8. Tânia Valéria Ribeiro - Vice-Presidente do Sind. dos Têxteis de Belo Horizonte/MG.
9. Maura Isabel Conceição - Presidente do Sindicato de Fortaleza e Suplente da Diretoria executiva da Conaccovest e secretária-geral da Fetinvest/Ceará.
Agosto/2013
7
Sindcostureiras de Caucaia-CE tem novo endereço
Sindicato recém-fundado, tem como Presidente a Companheira Rita de Cássia Ramos
da Silva, e sua primeira preocupação após
a legalização do sindicato foi oferecer ao
trabalhador do seguimento de confecção
de roupas em geral deste município, uma
nova casa, com espaço amplo, auditório e
atendimento diário, no Centro de Caucaia,
para este trabalhador até então totalmente
desassistido e que antes, quando necessiSINDCOSTUREIRAS FROM CAUCAIA-CE HAS A NEW ADDRESS
Syndicate newly founded, has as President
Rita de Cássia Ramos da Silva, and her
first concern after the legalization of the
union was offering workers the following
of making clothes in general this city, a
new home, with ample space, auditorium
and daily care, at the Center of Caucaia.
The new headquarters are located at the
Municipal Hospital street, a block away
from the College, Polyclinic, and the Escola
Técnica Federal of Caucaia.
Sede: Rua: Paulo Gomes da Silva, 224 –
Parque Soledade – CEP: 61.603-070 – Caucaia-CE. Sub-Sede: Rua: 24 de Maio, 782
– Centro – CEP: 60.020.000-Fortaleza-CE.
Fone: 085-3226-9666. Fax: 085-3231-3604.
tava de ajuda ou informação, tinha que se
deslocar até Fortaleza.
A nova Sede fica na Rua do Hospital Municipal, há um quarteirão da Faculdade, Policlínica, e da Escola Técnica Federal, no Centro
de Caucaia. Sede: Rua: Paulo Gomes da Silva,
224 – Parque Soledade – CEP: 61.603-070 –
Caucaia-CE. Subsede: Rua: 24 de Maio, 782
– Centro – CEP: 60.020.000-Fortaleza-CE.
Fone: 085-3226-9666. Fax: 085-3231-3604.
SINDCOSTUREIRAS EN CAUCAIA-CE
El nuevo Sindicato, tiene como presidente la
camarada Ritade Cássia Ramos da Silva, y su primera preocupación después de la legalización
de la unión estaba oferecer a los trabajadores
el siguiente de confección de ropa en general,
una nueva casa, con amplio espacio ,auditorio
y servicio diario en el Centro de Caucaia para
el trabajador.
La nueva sede es en la calle del Hospital Municipal, a una cuadra de la universidad, Policlínica, y
la Escola Técnica Federal en el Centro de Caucaia
Sede: Rua: Paulo Gomes da Silva, 224 – Parque
Soledade – CEP: 61.603-070 – Caucaia-CE. SubSede: Rua: 24 de Maio, 782 – Centro – CEP:
60.020.000-Fortaleza-CE. Fone: 085-3226-9666.
Fax: 085-3231-3604.
Alegria e diversão marcam 9ª Festa do Trabalhador Têxtil
Muitas horas de alegria e diversão. Assim pode ser
definida a 9ª Festa do Trabalhador Têxtil, promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de
Santa Bárbara d’Oeste, realizada em maio/13, no
Clube Vale das Águas, em Tupi. Durante o evento,
também foi realizado 16ª Miss Têxtil, vencido por
Karine Florencio, 18 anos, trabalhadora da empresa
Malhas Teda.
A Festa recebeu cerca de 2,1 mil pessoas, entre associados e seus dependentes, além de convidados.
“A 9ª Festa do Trabalhador atingiu nossas expectativas.
Ficamos satisfeitos em ver que todo o investimento
valeu a pena pela satisfação de nossos associados que
contribuem anualmente com o Sindicato. Essa festa
foi exclusivamente para todos esses trabalhadores. O
local onde o evento foi realizado também foi muito
agradável, a acomodação foi excelente. Além disso,
enquanto os pais estavam aproveitando o evento, as
crianças utilizaram os próprios brinquedos do Clube.
Foi uma grande festa e ano que vem repetiremos o
evento com novidades”, declarou o presidente do
Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Cláudio Peressim.
16º Miss Têxtil
Ao todo 13 candidatas participaram da edição do
Miss Têxtil 2013. Depois de uma disputa acirrada a
grande vencedora do título Miss Têxtil 2013 foi a
bela Karine Florêncio, 18 anos, da empresa Malhas
Teda. A segunda colocada foi Daiane Silva Baia,
20 anos, da Covolan, e o terceiro lugar ficou com
Patrícia Ap. Antunes, de 28 anos, trabalhadora da
Innovativ.
9th Textile Worker’s Party
Many hours of joy and fun. So it can be defined
the 9th Textile Worker’s Party, promoted by the
Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Santa
Bárbara d’Oeste, held in maio/13 in the Clube
Vale das Águas, in Tupi. During the event, was
also performed 16th Miss Textile, won by Karine Florêncio, 18, an employee of the company
Malhas Teda.
The festival received about 2100 people, including members and their dependents, as well as
guests.
“The 9th Worker’s Party reached our expecta-
tions. We were pleased to see that all the investment was worth it for the satisfaction of our
members who contribute annually to the Union.
This party was exclusively for all these workers.
The place where the event was held was also
very pleasant, the accommodation was excellent.
Furthermore, while the parents were enjoying the
event, the children used their own club toys. It
was a great party and next year we will repeat
the event with news, “said the president of the
Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Cláudio
Peressim.
Alegría y diversión en la Fiesta del Trabajador Terxtil
Muchas horas de alegría y diversión en la Fiesta
del Traajador Textil, promovido por el Sindicato
dos Trabalhadores Têxteis de Santa Bárbara
d’Oeste, celebrada en maio/13, en el Clube Vale
das Águas, en Tupi. Durante el evento, también
se realizó la 16ª Miss Textil, ganado por Karine
Florencio de 18 años, una empleada de la empresa Malhas Teda.
El festival recibió alrededor de 2.100 personas,
incluidos los miembros y sus dependientes, así
como invitados.
“La fiesta superó nuestras expectativas. Nos
alegramos en ver que todo trabajo valió la
pena por la satisfacción de nuestros miembros
que contribuyen a cada año com lo Sindicato.
Esta fiesta fué exclusiva para todos estos trabajadores. El lugar donde se realizó el evento
también fue muy agradable, el alojamiento era
excelente. Fue una gran fiesta y en el año que
viene repetiremos este evento “, dijo el presidente del Sindicato dos Trabalhadores Têxteis,
Cláudio Peressim.
8
Soacbh é homenageado pela Câmara Municipal
de Belo Horizonte por seus 75 anos de fundação
O SINDICATO DAS COSTUREIRAS DE BELO
HORIZONTE E REGIÃO METROPOLITANA foi
homenageado pela Câmara Municipal de Belo
Horizonte, pela passagem da comemoração
pelos 75 anos de fundação do SOACBH em
Reunião Especial que aconteceu em maio/13.
A solenidade foi muito significativa, com a
participação de diretores da entidade, dirigentes sindicais de várias entidades que foram
homenageados pelo SOACBH com diplomas e
medalhas. Dentre os homenageados presentes:
Rogério Jorge de Aquino e Silva, presidente do
Sindicato dos Trab. Nas Inds. De Calçados de
Belo Horizonte; Eunice Cabral, presidente da
CONACCOVEST – Confederação Nacional dos
Trabalhadores do Setor Têxtil, Vestuário, Couro
e Calçados e também presidente do Sindicato
das Costureiras de São Paulo; Deputada Federal
Jô Moraes; José Theodoro Guimarães da Silva,
presidente da Federação dos Trabalhadores em
Transportes Rodoviários de Minas Gerais; Carlos
Roberto de Carvalho Malaquias, presidente
do Sindicato dos Tecelões de Belo Horizonte;
Deputado Federal Paulo Pereira da Silva, presidente nacional da Força Sindical; dentre outros.
“75 anos de vida de um sindicato é antes de
tudo uma história de resistência. Basta lembrar
que na época da ditadura militar o sindicato
sofreu intervenção. Anos duros, de perseguição,
mortes e também de clamor nas ruas, nas representações de classe, como nesta dos alfaiates e
costureiras…” afirmou o presidente da entidade
Antonio Carlos Francisco dos Santos.
SOACBH WAS HONORED IN BH
The SINDICATO DAS COSTUREIRAS DE BELO
HORIZONTE E REGIÃO METROPOLITANA was
honored by the city of Belo Horizonte, for the
passage of the celebration of 75th anniversary of SOACBH in a special meeting held in
maio/13. The ceremony was very significant,
with the participation of directors of the organization, trade union leaders of various
organizations that were honored by SOACBH
with diplomas and medals. Among the honor-
ees present: Rogério Jorge de Aquino e Silva,
president of the Sindicato dos Trab. Nas Inds.
De Calçados de Belo Horizonte; Eunice Cabral,
president of CONACCOVEST and also president
of the Sindicato das Costureiras de São Paulo;
Congresswoman Jô Moraes, José Theodoro
Guimarães da Silva,president of Federação
dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários
de Minas Gerais; Carlos Roberto de Carvalho
Malaquias, president of the Sindicato dos
Tecelões de Belo Horizonte, Federal Deputy
Paulo Pereira da Silva, president of the Força
Sindical, among others.
“75 years of the union’s life is primarily a history of resistance. Just remember that at the
time of the military dictatorship the union was
seized. Hard years of persecution, death and
also cry in the streets, in the representations of
the classes...” said the organization’s president
Antonio Carlos Francisco dos Santos.
Soabch es honrado
El Sindicato das Costureiras de Belo Horizonte
e Região Metropolitana fue honrado por el
Consejo Municipal de Belo Horizonte, el paso
de la celebración del aniversario de 75 años
del SOACBH en uma Sesión Extraordinaria
celebrada en maio/13. La ceremonia fue muy
significativa, con la participación de directivos
de la organización y los líderes sindicales de
diversas organizaciones que fueron honrados
por SOACBH con diplomas y medallas. Entre
los homenajeados: Rogério Jorge de Aquino
e Silva, presidente del Sindicato dos Trab. Nas
Inds. De Calçados de Belo Horizonte, Eunice
Cabral, presidente del CONACCOVEST y del
Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco, la congresista Jô Moraes, José Theodoro
Guimarães da Silva, presidente de Federação
dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários
de Minas Gerais; Carlos Roberto de Carvalho
Malaquias, presidente del Sindocato dos Te-
celões de Belo Horizonte, el diputado federal
Paulo Pereira da Silva, presidente de la Força
Sindical, entre otros.
“75 años de la vida de un sindicato es ante
todo una historia de resistencia. En la época de
la dictadura militar el sindicato fué reprimido.
Años duros marcados por la persecución y
muerte en las representaciones de la clase... “
dijo el presidente de la organización Antonio
Carlos Francisco dos Santos.
O Jornal da Conaccovest é uma publicação da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Setor Têxtil, Vestuário,
Couro e Calçados (CONACCOVEST/BRASIL) - Sede Brasília: SHS, Quadra 02, Bloco J, Loja 01 - Edifício Bonaparte Brasília DF –
Cep: 70322-901 – Tel: (61) 3225-0950/3223-0690 - Diretora Responsável : Eunice Cabral - Fotos: Mario B.Silva Jornalista: Miriam
Modesto MTB: 51.582/SP - Assessoria: Amelia Cibele S. Eloy - Tradução: Heloísa M. Oliveira - Produção: QS Graph - Editor: Valter
Paixão - Designer Sulyvan Santos - Tel: 3326-4565 /3313-4095 - www.qsgraph.com.br - e-mail: [email protected] - Edição
nº 14 - Agosto/2013 - Tiragem: 5.000 exemplares

Documentos relacionados